Uma noite de copos, boa disposição e principalmente de muito rock na língua de Camões. Foi este o estado do espírito que se sentiu na noite no Popular Alvalade. Costuma-se dizer que o tempo passa a correr e no caso dos SeBENTA é possível verificar isso. Este ano completam uma década de existência, desde a edição de “O Beijo” e contam já com quatro discos na bagagem.

«Raio X» é o mais recente trabalho da banda portuguesa e conta com a participação com Zé Pedro, dos Xutos e Pontapés no tema «Vive».

Mas o principal ponto atrativo da passagem por Alvalade deve-se à estreia do teledisco do single «Deserto» e qual deu o início à programação da noite. Espalhados pelo material da banda encontram-se “raio-x”, uma óbvia referência ao título mais recente disco da banda, para além de causar impacto visual.

Os fãs puderam assistir em primeira mão o resultado final, da qual foi projetada numa tela do espaço. O vídeo consiste numa compilação dos melhores momentos vividos em “backstage” durante a última digressão da banda.

14796094_10207362578404536_1795060121_o.jpg
O trio de cordas nos SeBENTA

Após o visionamento, os SeBENTA subiram ao palco do Popular Alvalade perante uma casa modesta para uma sexta-feira chuvosa. Com sorrisos estampados nos rostos, percebe-se que o habitat natural do grupo é em cima de palco a tocar.

O vocalista, carinhosamente apelidado por “Paulecas”, é o principal porta-voz e a sua boa disposição contagia o público presente. Com várias amostras de “Raio X” espalhados pelos amplificadores, entende-se que o alinhamento é sobretudo focado no novo trabalho. Ouvem-se «Deserto» (por duas vezes), «Nova Vaga», «Vive» e «Ácida Picante».

A restante banda corresponde com a energia libertada pelo vocalista. Os Sebenta são uma “máquina do rock n roll” bastante oleada. Chegam mesmo a ser irrepreensível em termos musicais e é fácil de perceber, devido à entrega dos músicos em palco. «Olá. Eu tenho que ir andando», «A ver vamos» e «O Homem do Tambor» são alguns dos temas recordados e recebidos de forma entusiástica por parte do público.

Os 10 anos de carreira são bem medidos é o que se pode dizer sobre a passagem dos Sebenta pelo Popular Alvalade. A banda é prova viva que é possível alcançar objectivos, ultrapassar adversidades e construir um projecto de originais e ter sucesso no panorama nacional. Parabéns e venham (pelo menos) mais 10.

Texto e fotos João Pardal