Video-jogos, música e Youtube: são estas as três facetas de João Mateus. O jovem de 29 anos é vocalista dos Subliminal Legacy e está agora a aventurar-se num novo projeto que funde uma paixão de infância com um estilo de vida.

Conhecido também pelo heterónimo Retro Raider, o canal de Youtube surgiu no início de 2017 e é visto como uma forma de consumar um hobby, com o principal objetivo de fomentar a cultura de “retrogaming” (termo usado para quem joga/colecciona video-jogos antigos) em Portugal.

Em conversa ao All We Need Is Noise, João Mateus esclarece que o coleccionismo vem de família, sendo que os pais possuem vidas de feirante e salienta ainda uma vertente didática nos vídeos que cria. Atualmente vive da revenda de jogos antigos.

“À semelhança com outros canais estrangeiros, os conteúdos do Retro Raider consistem em partilhar algumas histórias sobre video-jogos, especialmente de retro-gaming. Sinto que a comunidade portuguesa tem falta de mais canais do género. Na essência, quero encorajar pessoas que queiram começar a construir a sua coleção e mostrar que é possível apesar de ser um hobby dispendioso”.

No final da adolescência e com dificuldades em escolher um percurso profissional, João Mateus frequentou a Restart para aprofundar os seus conhecimentos na área musical. Em 2009 forma os Subliminal Legacy e garantiu, durante a conversa, que o esperado álbum de estreia está previsto que seja editado este ano.

Relativamente à sonoridade da banda, Mateus refere que os Rammstein e o Corey Taylor, vocalista dos Slipknot e Stone Sour, são algumas das principais referências no que diz respeito à presença em palco, apesar do mesmo admitir que a estrutura das músicas são bastante simples.

“Nós [Subliminal Legacy] temos uma sonoridade muito pesada e muito teatral, mais virada para o aspeto estético, mas a música que compomos tem uma abordagem muito pop. Refiro-me à estrutura e não ao estilo de música propriamente dito”.

A banda de Idanha-a-Nova já deu concertos um pouco por todo Portugal e também uma ida ao estrangeiro, mais concretamente a Hannover. Quando questionado como tinha corrido essa atuação na cidade alemã, João Mateus não deixa de esboçar um sorriso e assume que foi uma experiência inesquecível.

“O convite surgiu de forma inesperada através da organização do Fête de la Musique, através de uma parceira UNESCO“, conta o vocalista. Acrescenta ainda que os Subliminal Legacy foram a primeira banda portuguesa a participar nesse evento.

Outro dos momentos que fez questão de recordar foi, curiosamente, sobre o primeiro concerto que deram no Festival Metal Horror Picture Show no Fundão. João Mateus recorda que a organização  deu “livre passe” no que diz respeito às exigências das bandas.

“Éramos miúdos e lembramos de fazer pedidos estranhos só para dar uma de excêntrico (risos) Pedimos sandes de presunto, uísque e gomas. Pensamos que [a organização] não iriam cumprir e depois, quando chegamos ao nosso camarim tínhamos lá tudo. Foi surreal. A parte das gomas era uma de atrofio total e fartámos-nos de rir”.

Duas paixões. Dois projetos distintos. Mas o que importa é que “salteador” dos video-jogos promete dar que falar. Para isso basta estarem atentos ao canal de Youtube e à página de Facebook.

Para quem quiser descobrir também a música dos Subliminal Legacy, deve fazê-lo aqui.

Texto: João Pardal